Descubra-me

Leia ao som de Who’s That Boy da princesinha Demi Lovato.

Era fevereiro e como uma manhã quente de verão, você chegou e aqueceu as lembranças que eu tinha de amor. Como um raiar de sol, clareou minhas memórias e me fez perceber o quanto é bom amar. Da mesma forma como o sol ilumina os dias, seu sorriso, mesmo despercebido e não sendo para mim, clareou aquela noite em que te vi pela primeira vez. Você não sabe que eu existo, mas eu estou aqui.

Eu vejo você com pouca frequência e agradeço a Deus por isso. Porque cada vez que te vejo, me perco, não sei o que fazer. Não sei se escondo minha cabeça em um buraco de vergonha ou se tento sorrir, timidamente para ser ignorado.

Lembro do primeiro dia em que você olhou pra mim. Na sua paisagem, um estranho mal vestido carregando uma pilha de livros e tomando cappuccino. Na minha, um universitário de Direito, alto, magro, bem vestido. O cigarro na sua boca acentuava o tom romântico e misterioso que, naturalmente, você já tem.

Eu estou agindo. Você não faz ideia, mas eu sei o nome, onde mora e também sei porque é assim, tão fechado, tão quieto. Sei porque em vez de viver seus sonhos de amor, se mantém no padrão e segue os desejos de outros, quem sabe, dos seus pais. Quero te dizer que não é pra isso que estou aqui.

Eu adoro um desafio. E quero te dizer que logo estarei na sua vida e que seremos amigos. Que nosso contato será camuflado como uma mariposa em uma caneleira. Você vai me dizer o que gosta de fazer da vida, quais são suas bandas favoritas, o que gosta de ler, e nisso tudo, eu decifrarei seu coração. E antes que você perceba, não haverá mais obstáculos entre nós.

Seremos apenas você, eu e um quarto escuro.

decubra-me-alexandre-martins-livro-alma-foz-do-iguacu

Gostou deste texto? Leia muito mais no meu 1º livro. Por apenas R$10 na Saraiva:

livro-alma-alexandre-martins-comprar-saraiva-ebook

Anúncios